Ministério da Agricultura proíbe venda de nove marcas de azeite

Ministério da Agricultura proíbe venda de nove marcas de azeite

De acordo com nota do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); o órgão proibiu a comercialização de nove marcas de azeite. Segundo a decisão, os produtos investigados é azeite de oliva extra virgem como declarado na embalagem. A Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) recebeu comunicado da proibição.

As marcas investigados que teriam rótulos fictícios, são: Casalberto, Conde de Torres, Donana (Premium), Flor de Espanha; bem como La Valenciana, Porto Valência, Serra das Oliveiras, Serra de Montejunto e Torezani (Premium). De acordo com a investigação; os investigados criavam as marcas, supostamente importadas, e colocavam para venda no mercado nacional.

Além disso, a determinação do Mapa faz parte do desdobramento da operação da Polícia Civil do Espírito Santo; onde na ultima semana houve desarticulação de uma organização criminosa especializada em falsificação de azeites.

Contudo; segundo as investigações os produtos vendidos como azeite de oliva extra virgem eram óleo de soja. De acordo com o coordenador geral de qualidade vegetal da Secretaria de Defesa Agropecuária; “A adulteração e falsificação de azeite de oliva não se trata exclusivamente de fraude ao consumidor, mas de crime contra a saúde pública”; ressaltou Hugo Caruso.

Dessa forma, os mercados que tiverem desses rótulos à venda em suas prateleiras deverão informar as Superintendências Federais de Agricultura nos estados.

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Pesquisas: Vacina da AstraZeneca é promissora em idosos

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *