Governo estuda privatizar a Petrobras

Governo estuda privatizar a Petrobras

O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, que assumiu ontem o posto de Bento Albuquerque disse, nesta quinta-feira (12/5), que seu primeiro ato como titular da pasta será o de enviar ao presidente Jair Bolsonaro (PL) a solicitação formal para que se iniciem os estudos para a privatização da Petrobras. Ele se encontrou hoje com o ministro da Economia, Paulo Guedes, na Esplanada.

 

Durante declaração do estudo para a privatização da Petrobras, servidores que estão em busca do reajuste salarial provocaram o ministro da Economia, Paulo Guedes, chamando o decreto de “golpe”. O chefe da pasta, por sua vez, rebateu as críticas, jogando a culpa no governo anterior

“Eu não quero falar de quem roubou a Petrobras, assaltaram a Petrobras durante anos e foram condenados. Eu quero receber, como um programa de governo que teve 60 milhões de votos, um novo pedido do ministro de Minas e Energia e encaminhar o processo”, afirmou. O titular da Economia ainda reiterou que irá devolver ao povo brasileiro o que é dele.

O Sindicato dos Servidores Públicos Federais no DF (Sindsep-DF) está acampado em frente ao Ministério da Economia, como manifesto para receber o reajuste salarial.

A privatização da Petrobras já foi assunto do ministro Paulo Guedes, durante a Campanha eleitoral de Bolsonaro, Mas para privatizar o governo precisa aprovar no Congresso e não existem votos para isso.
A privatização não vai resolver a questão dos preços de combustíveis que dependem do preço do petróleo no mercado internacional. O Aumento dos combustíveis não ocorre só no Brasil isso acontece no mundo por influência da guerra da Ucrânia e valorização do dólar.
Centenas de empresas brasileiras dependem da Petrobras e a empresa é uma das que mais pagam impostos ao governo.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.