Glúten é mesmo necessária restrição?

Glúten é mesmo necessária restrição?

dieta-sem-glutenO glúten tem sido atenção especial da mídia e já tem sido bastante conhecido na população em geral. Na a alimentação moderna a isenção de glúten é cada vez mais comum. Mas será que essa restrição é mesmo necessária? Primeiramente é importante esclarecer que o glúten nada mais é que uma mistura de proteínas presente em alguns cereais como o  trigo, a cevada e o centeio.

Na aveia o glúten está presente por contaminação durante processamento, mas não faz parte de sua composição natural. A importância do glúten na indústria está no fato de que essa substancia melhora o rendimento de massas, além de dar uma característica especial para essas massas (rendimento, elasticidade).  E qual a relação do glúten com a nossa saúde?  Alguns estudos  mostraram que o glúten pode alterar a permeabilidade do nosso intestino, aumentando assim o risco de desenvolver  várias doenças.  A permeabilidade é uma característica que nosso intestino possui e que faz com que ele selecione o que deve ser absorvido para o nosso corpo, ou seja, os nutrientes (proteínas, carboidratos, vitaminas e minerais) e bloqueie a absorção de toxinas, metais tóxicos, bactérias, fungos etc. Quando essa função é perdida, várias doenças podem surgir entre elas processos alérgicos, doenças autoimunes, doenças inflamatórias dentre outras.

 Considerando que nossa alimentação é baseada no que a indústria oferece e a indústria utiliza bastante farinha de trigo e derivados de glúten na elaboração dos produtos, podemos considerar que há um excesso da ingestão de glúten na nossa dieta. Paralelo a isso, nos alimentamos cada vez menos de alimentos protetores de doenças, como os vegetais, as frutas, fibras, vitaminas e minerais.  Essa combinação pode ser bastante prejudicial para nossa saúde e esse comportamento pode modificar o funcionamento normal do nosso organismo.

O Nutricionista Funcional trabalha de maneira a reequilibrar a função de digestão e absorção dos nutrientes, orientando  a redução dos excessos de produtos industrializados, por exemplo. A restrição de glúten pode ser feita por um período, e sua reintrodução, a depender do indivíduo pode ou não ser acontecer, desde que seja realizada dentro de um plano alimentar equilibrado e individualizado.  Sendo assim é importante procurar um nutricionista para conhecer melhor o sua alimentação e como seu organismo está respondendo à sua alimentação. E assim que os alimentos escolhidos para nossa dieta possam proporcionar a saúde e não a doença. Por isso cuide  bem da sua alimentação! Procure um nutricionista funcional.

Sobre o autor:

Bruno de Assis é EsBruno Assis - nutricionista -1.fwpecialista em Nutrição Clínica, Pós-graduado em Nutrição Funcional e Mestre em Alimentos, Nutrição e Saúde.

Contato:  Facebook: Bruno de Assis/ instagram: @nut.brunodeassis

Ouça o comentário na íntegra:

Durante o mês de Janeiro/2018 Bruno Assis, assina a Coluna Nutrição e saúde e os conteúdos do “Quadro Comer e ser”, veiculado às segundas-feiras no Programa Saúde no ar, pela Rádio Excelsior da Bahia, AM 840, através da parceria com a  Universidade Federal da Bahia.

Excola de nutrição ufbaDesde o ano de 2017 a Escola de Nutrição/UFBA,desenvolve o projeto de Extensão,“Nutrição, ambiente e saúde no ar: comunicação em saúde e cidadania”, sob a coordenação da Professora Ma.Neuza Maria Miranda dos Santos e colaboração da aluna bolsista do projeto Permanecer, Kênnya Francine Carvalho Rosa.

Para participar do Projeto que tem como objetivo apresentar e discutir temas de saúde, em seu conceito ampliado, além de difundir informações científicas sobre nutrição, alimentação saudável e qualidade de vida, basta enviar perguntas ou sugestões de temas sobre nutrição e saúde para o email: produção@portalsaudenoar.com.br ou uma mensagem de texto ou áudio para o WhatsApp: 71- 996813998. Toda contribuição será bem vinda!.

Fotos: Internet

Fonte: Bruno Assis- Nutricionista

Redação final: Saúde no ar

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *