Estudo aponta que amizade diminui dor

Estudo aponta que amizade diminui dor
Foto: Pixabey

the-gang-1339271_1280 (2)

Estudos desenvolvidos no Reino Unido apontam que pessoas com uma ampla rede de amizades têm maior tolerância à dor, pois a presença de muitos amigos na vida pode ser benéfica não só psicologicamente, mas também fisicamente.

A principal razão se dá por conta da produção maior de endorfina, um neurotransmissor que atua como analgésico natural do corpo e proporciona prazer. Durante a análise de diferenças neurobiológicas e redes sociais, a estudante de doutorado em Psicologia Experimental na Universidade de Oxford, Katerina Johnson, tentou provar que interações sociais disparavam emoções positivas.

Uma equipe de pesquisadores então avaliou a atividade da endorfina relacionada à tolerância à dor. "A amizade pode realmente ajudar a aliviar a dor", afirmou Katerina. O estudo também sugere que a quantidade e qualidade das relações sociais afetam a saúde física e mental e inclusive pode ser um fator determinante sobre a duração da vida.

"Estes resultados são também interessantes porque recentes pesquisas sugerem que o sistema da endorfina pode ser alterado quando há desordens psicológicas como a depressão. Esta pode ser parte da razão pela qual as pessoas deprimidas sofrem falta de prazer e se isolam socialmente", afirma.

Redação Saúde no Ar*

Ana Paula Nobre

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.