Correios entregam medicamentos

Correios entregam medicamentos

A partir do dia 24 de fevereiro de 2017, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, vai assumir a responsabilidade de fazer o transporte aéreo e terrestre para o fornecimento de insumos estratégicos de saúde, medicamentos e termolábeis – perecíveis ou não – biológicos ou não; vacinas; soros; kits calamidade; equipamentos; hospitais de campanha; geradores; alimentos, entre outros.

O contrato foi assinado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (28) e a expectativa é reduzir custo e tempo de entrega dos produtos, em transporte aéreo e terrestre. Também, fechou contrato para o transporte de medicamentos e outros produtos do SUS. Os Correios apresentou preço menor. A mudança deve reduzir o custo para entrega de insumos de saúde em todo o território nacional.

Para a contratação da nova prestadora de serviço, o Ministério da Saúde ficou atento às novas oportunidades, com o objetivo de seguir os princípios da economicidade, vantajosidade, eficiência e eficácia nas novas contratações realizadas pela pasta. A medida é mais uma estratégia da gestão do Ministro Ricardo Barros para melhorar e aumentar a eficácia do serviço prestado.

Com o fim da vigência do contrato para o transporte de insumos estratégicos para a saúde, pela empresa Voetur Cargas e Encomendas, no último dia 26 de dezembro, o Ministério da Saúde faz um contrato emergencial de 60 dias. Participaram do processo 40 instituições. Do total, duas apresentaram propostas, sendo uma delas da Voetur. A empresa dará continuidade no serviço durante os próximos dois meses, para haver a transição do serviço para os Correios.

A instituição, além de ser uma empresa pública, apresenta um comprometimento em oferecer serviços de qualidade, que atendam plenamente às necessidades dos clientes.

Redação Saúde no Ar

*Ministério da saúde

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.