Cientistas diz que nosso cérebro é como um universo em miniatura

Cientistas diz que nosso cérebro é como um universo em miniatura

Em pesquisa que uniu cosmologia e neurocirurgia; dois cientistas da Itália criaram teoria chamada de “cérebro de galáxias”. De acordo com os pesquisadores; o nosso cérebro é como um universo em miniatura; possuindo estruturas semelhantes.

Segundo o artigo publicado na revista Frontiers in Physics; o astrofísico Franco Vazza, da Universidade de Bolonha; em parceria com o neurocirurgião Alberto Feletti, da Universidade de Verona; Revelam as similaridades entre dois complexos sistemas da natureza: a teia cósmica de galáxias e a rede neural humana.

De acordo com os cientistas; apesar da enorme diferença de escala; de mais de 27 ordens de magnitude, ambos apresentam níveis similares de complexidade e auto-organização. Além disso, como é apresentado na pesquisa; o cérebro humano contém cerca de 69 bilhões de neurônios; contudo; o universo observável abriga pelo menos 100 bilhões de galáxias.

Dessa forma, ambos se organizam da mesma maneira; em longos filamentos interconectados por “nós”. Além disso, tanto as galáxias quanto os neurônios representam apenas cerca de 30% das massas totais do universo e do cérebro, respectivamente. Os outros 70% são compostos por algo aparentemente passivo: no primeiro caso, energia escura; em nosso organismo, água.

Características observadas no estudo

Além disso; a partir das características compartilhadas entre os dois sistemas; os pesquisadores compararam simulações da rede de galáxias com seções do córtex cerebral e do cerebelo humano.

 “Nossa análise mostrou que a distribuição da rede neural do cerebelo segue a mesma progressão da distribuição da matéria na teia cósmica. Mas, é claro, em uma escala maior, que vai de 5 milhões a 500 milhões de anos-luz.”

Dessa forma, a equipe quer expandir a pesquisa, incluindo novas técnicas de análise de cosmologia e neurocirurgia, para entender melhor como essas estruturas se comportam e evoluíram ao longo do tempo.

Campanha Vidas Importam 

Veja também: 12 minutos de exercícios podem alteram biomarcadores no sangue

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *