Bahia apresenta excelente oportunidade para expandir mineração legalizada

Bahia apresenta excelente oportunidade para expandir mineração legalizada

O diretor-presidente do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM – www.portaldamineracao.com.br/ibram), Flávio Penido, afirmou hoje (5/2) que a Bahia apresenta “excelentes oportunidades” para expandir a atividade minerária legalizada em seu território e, assim, impulsionar ainda mais seu desenvolvimento socioeconômico. Ele participou da abertura do evento “CBPM e IBRAM Convidam”, que promove debates com integrantes do setor mineral. A organização é fruto da parceria do IBRAM com a Companhia Baiana de Pesquisa Mineral.

Penido disse que a expansão da mineração da Bahia já está ocorrendo. “A Bahia é o 4º maior estado produtor de minérios. Cerca de 180 municípios têm atividade mineral regular e legal e geram emprego, distribuição de renda e recolhem impostos e encargos. Um dos encargos é o royalty recolhido pela exploração mineral, chamado CFEM. Em 2019 os municípios baianos recolheram R$ 58 milhões em CFEM”, disse.

O presidente do IBRAM informou que novos projetos e a expansão de empreendimentos minerários estão sendo implantados. “Há projetos relacionados a muitos minérios, como cobre, vanádio, minério de ferro, cobre, zinco, níquel, fosfato, calcário e até urânio. O estado demonstra pujança no setor de mineração”, afirmou.

Flávio Penido fez questão de reforçar que as mineradoras estão tomando providências para aperfeiçoar a segurança operacional de seus empreendimentos, inclusive, a segurança ocupacional, que envolve trabalhadores e prestadores de serviços. Além disso, as mineradoras buscam maior aproximação com as comunidades nos municípios onde a atividade é desenvolvida e junto a sociedade em geral.

“Buscamos com esta aproximação estreitar nosso relacionamento e demonstrar à sociedade em geral que a mineração deve ser vista como solução para gerar benefícios socioeconômicos aos brasileiros. A população dos municípios onde a mineração ocorre já sente isso de perto, como na geração de empregos. Na Bahia, o setor gera 187 mil empregos diretos e indiretos e isso é muito positivo e vemos que o estado pode estimular a mineração para gerar ainda mais benefícios”, disse.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *