UFTJ pede ajuda para fabricar aparelhos respiratórios

UFTJ pede ajuda para fabricar aparelhos respiratórios

O Laboratório de Engenharia Pulmonar e Cardiovascular da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) publicou nas redes sociais um texto solicitando ajuda para fabricar ventiladores mecânicos. Os equipamentos hospitalares são utilizados para auxiliar na tarefa de bombear ar para os pulmões.

Em nosso laboratório estamos estudando a viabilidade de desenvolver um modelo de ventilador mecânico de baixo custo e complexidade, que possa ser construído em massa, em pouco tempo e com os recursos disponíveis no mercado nacional, dadas as atuais dificuldades de importação”, escreveu o professor Jurandir Nadal, titular do Programa de Engenharia Biomédica da UFRJ.

A mensagem foi divulgada em um grupo do Facebook chamado “COVID-19 Air BRASIL – Fast production of assisted ventilation devices”, que em tradução livre quer dizer: “rápida produção de equipamentos respiratórios”.

Leia a lista dos tipos de equipamentos necessários.

“No momento, precisamos de voluntário para tratar de:

A- fabricação da válvula Boussignac;
B- fabricação da válvula de PEEP (mola – membrana);
C- contato com os fabricantes que possam se associar ao projeto em domínio público;
D- Contato com fabricantes e distribuidores de oxigênio medicinal para instalar bicos em hospitais;
E- contato com fornecedores de circuitos ventilatórios e conexões;
F- Instrumental de monitorização da ventilação no leito, dado que nosso ventilador é cego;
G- contato com produtores, distribuidores de HELMETs e máscaras;
H- Voluntários devem entrar no grupo público;
COVID-19 Air BRASIL – Fast production of assisted ventilation devices.”

 

É um ventilador pulmonar feito para fins emergenciais, para substituir os equipamentos quando não estiverem disponíveis. Um opção de emergência. O paciente que estamos prevendo encontrar é o que sofre de síndrome da angústia respiratória. Não consegue respirar. Por isso, o equipamento força a entrada do ar – explicou.

Os aparelhos que serão fabricados pela URFJ. são portáteis, mais baratos do que os respiradores de hospitais e sendo fabricados vão salvar muitas vidas;

O professor, Jurandir Nadal, chefe do Laboratório de Engenharia Pulmonar e Cardiovascular da Coppe. explicou que o ventilador pulmonar da Coppe vai sair barato porque não está sendo feito como um produto para competir, e sim por pool voluntário.

Desenvolvido pelo Laboratório de Engenharia Pulmonar e Cardiovascular da Coppe, o protótipo já funcionou em montagem inicial e agora será usado com ventilação moderada, durante algumas horas, em paciente selecionado pelo Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, no Fundão.

Se os testes forem bem sucedidos, dentro das normas de segurança, o equipamento poderá entrar em linha de montagem e suprir em caráter emergencial a crescente demanda dos hospitais por esses aparelhos, em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Uma rede de empresas está sendo montada para iniciar a produção imediata. A ideia é de que uma empresa de grande porte – ou mais de uma – cuide da produção, mas várias partes seriam produzidas fornecedores diversos.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *