Terapia hormonal será oferecido para transexuais na capital paulista

Terapia hormonal será oferecido para transexuais na capital paulista

tratamento-psicologicoA partir dessa quinta-feira (1º de outubro), a população transexual da capital paulista pode contar com o serviço de terapia hormonal, disponível gratuitamente em nove Unidades Básicas de Saúde – UBS, da região central da cidade. A iniciativa é das secretarias municipais da Saúde.

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, a hormonioterapia ficará disponível na região onde se concentra 70% da população transexual. O serviço será lançado oficialmente no auditório da UBS Sé e conta com as presenças de Padilha e do secretário de Direitos Humanos e Cidadania, Eduardo Suplicy.

O serviço conta com médicos endocrinologistas e psicólogos que foram capacitados para atuar nas unidades, além da criação de um protocolo de atendimento aos usuários interessados em iniciar a hormonioterapia.

O secretário da Saúde, Alexandre Padilha, explica que primeiramente, o paciente precisa procurar uma dessas UBSs, onde passará por sessões com um psicólogo. Após analises, o profissional – psicólogo –  vai elaborar um laudo ponderando se o interessado está convicto ou não da causa desejada, e consequentemente vai encaminhá-lo para consulta com o endocrinologista – solicitará a realização de exames, e posteriormente deve avaliar a prescrição para o tratamento.

Além disso, o cuidado será iniciado com as beneficiárias do Projeto Transcidadania – política de fortalecimento da recolocação profissional, reintegração social e resgate da cidadania da população transexual -, já que a grande maioria delas já faz uso de hormônio – nesta primeira fase.

A ação integra os eixos da Política Municipal de Atenção à Saúde Integral da População LGBT, e segue diretrizes da Política Nacional de Saúde Integral da População LGBT, do Ministério da Saúde.

 

*Redação Saúde no Ar

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.