Professores da Uneb de Salvador criam cadeira de rodas inteligente

Professores da Uneb de Salvador criam cadeira de rodas inteligente

Cinco pesquisadores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), do campus Salvador, investem em um projeto que elabora robôs com diversas finalidades, desde a recreação até a prestação de assistência para pessoas com deficiência. Trata-se cadeira de rodas inteligente (CRI), que, de maneira assistiva, pode auxiliar pessoas com necessidades específicas como idosos, crianças e deficientes.

O grupo é composto por Josemar Souza, Robson Silva, Jorge Campos e Ana Patricia Mascarenhas e Marcos Simões. Eles contam com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), além do apoio acadêmico das Universidades do Porto e de Aveiro, ambas em Portugal.

“A nossa CRI é um robô semiautônomo. Isto significa que o controle central é do usuário da cadeira, mas a mesma possui inteligência artificial para impedir que este usuário leve a cadeira para uma situação de risco como um degrau ou um buraco”, explica o integrante do grupo e responsável pela pesquisa sobre robótica inteligente”,
.

“Entre os principais temas, o que se destaca é um sistema multi-robô, que se trata de um grupo de máquinas que precisam cooperar entre si para solucionar problemas complexos como a criação de transportes públicos autônomos (carros autônomos, ônibus autônomos, etc). Neste cenário, todos os veículos precisam cooperar para garantir a segurança e integridade física de todos os passageiros e ainda pensar no melhor trajeto”, explicou, Marco Simões.

Atualmente, o grupo de pesquisa é filiado ao RoboCup Federation,(organização, que criou robôs inteligentes para jogar partidas de futebol) mas o grupo não cria somente robôs para disputarem partidas. Outros protótipos já criados trazem robôs de serviços, que são responsáveis por interagir com humanos em linguagem natural, obedecer a comandos, reconhecer pessoas e pegar objetos, dentre outras habilidades.

Fonte: Correio

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *