OMS nega que evidências concluam que assintomáticos não repassam vírus.

OMS nega que evidências concluam que assintomáticos não repassam vírus.

Ontem, (09/06)  a chefe do programa de emergências da Organização Mundial de Saúde (OMS), Maria van Kerkhove, afirmou que embora existam diferenças entre pacientes assintomáticos e pré- sintomáticos, a transmissão da covid 19 por pacientes sem sintomas parece ser rara. Ela falou isso baseada em uma pesquisa na China  envolvendo 63 pessoas, -9  transmitiram a doença. A pesquisa feita com poucas pessoas e os resultados não são definitivos.

No mesmo documento a OMS ressaltou: “Os dados disponíveis até o momento, que tratam de casos de infecção em pessoas sem sintomas são decorrentes de um número limitado de estudos com pequenas amostras que estão sujeitas a revisões e não podem dizer se eles carregam a transmissão.”
Nesta terça- feira Maria Van NEGA.

O diretor do Instituto de Saúde Global da Universidade de Harvard, Ashish K. Jha, ontem,  criticou a declaração de Kerkhove. Ele argumentou no Twitter que infectados que não apresentam sintomas são uma forma importante para a transmissão da Covid-19. E explicou que apenas 20% dos infectados não desenvolverão nenhum sintoma. Os outros 80% poderão desenvolver sintomas leves ou mais duros da doença. Muitos deles já espalham o vírus antes de desenvolver sintomas”, disse Jha. “Eles são, tecnicamente, pré-sintomáticos e não assintomáticos.”

A OMS declarou que  não existem dúvidas: pessoas assintomáticas também transmitem o coronavírus. Nesta terça-feira, Maria  Van Kerkhove negou que haja uma mudança de recomendação e explicou que a comunidade internacional hoje não sabe dizer qual é a proporção de pessoas transmitindo o vírus. Os assintomáticos transmitem.  Não se sabe qual a proporção. Uma pesquisa com poucas pessoas indicou que a transmissão é pequena. ( 9%).

Michael Ryan, diretor de operações da OMS, também negou que se saiba se pessoas sem sintomas podem não transmitir. “Isso é desconhecido ainda”, disse. Para ele, o que se sabe é que a melhor forma de combater o vírus é o de saber onde ele está para poder suprimir a transmissão. Ryan deixou claro que a OMS continua mantendo a mesma recomendação em termos de resposta e que nada mudou por enquanto….

OMS nega que evidências concluam que assintomáticos não repassam vírus…

A OMS nega que tenha dado qualquer sinal de que esteja defendendo para a possibilidade de uma abertura mais rápida das economias e que estudos tenham concluído de forma definitiva que pessoas sem sintomas não repassam o covoronavírus.

Ontem, a chefe da unidade de doenças emergentes da OMS, Maria Van Kerkhove, afirmou que algumas pesquisas indicam que pacientes assintomáticos têm poucas chances de transmitir a covid-19. Ela, porém, citou apenas um estudo de pequeno porte feito pela China.

A reação de Bolsonaro:

“Ontem a OMS também disse que a transmissão de pessoas assintomáticas é praticamente zero. Muitas lições serão tomadas. Isso pode sinalizar a uma abertura mais rápida e do comércio e a extinção de medidas mais rígidas autorizadas pelo STF e por prefeitos e governos estaduais. O governo federal não participou disso. Vai ter muita discussão”, disse Bolsonaro durante a 34ª reunião do Conselho de Ministro.

“Esse pânico que foi pregado lá atrás por parte da grande mídia começa talvez a se dissipar levando em conta o que a OMS falou por parte do contágio dos assintomáticos”, completou o presidente…. –

Fonte Jamil Chade – Estadão

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *