Método canguru completa 40 anos

Método canguru completa 40 anos

Criado em 18 de novembro de  1979, em Bogotá, na Colômbia, o Método Canguru tira os bebês do isolamento e estabelece o protagonismo materno no tratamento neonatal. Antes do método, o bebê que nascia prematuro, era levado para a incubadora e ficava afastado da mãe.

“As incubadoras são muito boas, a tecnologia é muito apropriada para a saúde e a sobrevivência das crianças. O que fizemos foi permitir que as mães entrassem em todos os serviços de recém-nascidos, assim o bebê ficava com a pessoa mais importante para ele,” afirma Hector Martinez, pediatra e criador do Método Canguru. Ele ressalta que a presença da mãe é fundamental para o desenvolvimento do bebê.

“O Método Canguru favorece muito o aleitamento materno. Todas as pesquisas realizadas demonstram que os bebês que utilizam o método mamam por mais tempo exclusivamente no peito, e a mãe tem facilidade maior para amamentar,” ressalta a pediatra neonatologista e consultora do Ministério da Saúde Zeni Lamy.

No Brasil, o Método Canguru é adotado há 20 anos e hoje é utilizado por 200 unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). A mãe fica em um leito próximo ao do bebê e pode ficar com a criança no colo quanto tempo quiser

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *