Mais médicos: 45% dos inscritos ainda não se apresentaram

Mais médicos: 45% dos inscritos ainda não se apresentaram

Termina hoje (14), o prazo para os médicos selecionados na primeira etapa do Programa Mais Médicos se apresentar nos municípios onde escolheram trabalhar. Segundo dados do último balanço do Ministério da Saúde, essa parcela de profissionais que ainda não confirmaram sua participação no programa é de 45%.

Dos 8.411 profissionais aprovados na primeira etapa de seleção do Mais Médicos, 4.649 (55%) já haviam se apresentado nos municípios escolhidos até 17h de terça-feira (11). A segunda etapa de seleção do programa iniciada nesta terça (11), recebeu cerca de 2.277 inscrições de médicos sem CRM brasileiro de acordo com o órgão.

Os profissionais formados no exterior também têm o prazo até hoje (14), para validar sua inscrição entrando no sistema e enviando sua documentação.

Veja, abaixo, o cronograma para segunda etapa de seleção do programa:

. 11/12 a 14/12: Profissionais formados no exterior entrarão no sistema e encaminharão sua documentação para receber a validação da inscrição.

. 17/12: Será feito um balanço das vagas que estão disponíveis, somando as desistências e aquelas com pouca procura.

. 18 e 19/12: Os profissionais com registro no Brasil terão uma nova chance de se inscrever no programa e escolher os municípios disponíveis.

. 20 a 22/12: Os médicos brasileiros formados no exterior e sem registro no Brasil, tendo a inscrição previamente validada, poderão escolher os municípios que irão atuar.

. 26 a 28/12: Os estrangeiros formados no exterior e sem registro no Brasil, tendo a inscrição previamente validada, poderão escolher as vagas remanescentes.

Bahia 

Com o fim do prazo nesta sexta-feira (14), dos candidatos que pretendem atuar no Programa Mais Médicos na Bahia, 42% dos profissionais selecionados ainda não garantiram sua participação.

Ao todo, 491 médicos se apresentaram nas cidades baianas em um total de 853 vagas oferta das. Os profissionais tiveram sua documentação confirmada. Contudo, 350 ainda seguem com a validação pendente.

Os números foram divulgados pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), em seu último balanço na quarta-feira (12). A pasta não informou quantos dos médicos que se apresentaram, começaram a trabalhar efetivamente.

Antecedentes 

Dados da Sesab (Secretaria de Saúde do Estado da Bahia), de junho de 2018 apontavam que o território baiano antes do Programa Mais Médicos, possuía uma média de 1,09 médico/1.000 habitantes, o estado da Bahia se encontrava em 18° lugar em quantidade de médicos por habitantes no país. O Brasil possuía uma média atual de 18 médicos/1.000 habitantes.

Aproximadamente 5,6 milhões de pessoas foram beneficiadas com o programa Mais Médicos na Bahia com uma média de mais de 778.845 consultas médicas/mês no âmbito da Atenção Básica.

O programa

O Programa Mais Médicos (PMM) criado em 2013 pelo Governo Federal tem como objetivo sanar a carência de locais do país onde a população – usuária do Sistema Único de Saúde (sus) – sofre com a escassez ou poucos atendimentos médicos. Além disso, garante investimentos para a construção de Unidades Básicas de Saúde (UBS), como vagas de graduação e residência para formar e qualificar novos profissionais da saúde.

Quando o programa foi iniciado em 2013, existiam poucos médicos brasileiros interessados em ocupar vagas nos postos de saúde, principalmente os do interior do país. Na época foi detectado que o número de médicos por mil habitantes no Brasil, era abaixo de outros países como: Espanha (4), Portugal (3,9), Uruguai (3,7) e Argentina (3,2).

 

 

 

Foto: Reprodução/Internet

Fonte: Ministério da Saúde/Sesab

Redação Saúde no ar (Djair Santana)

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *