IBM e Microsoft assinam "juramento ético da inteligência artificial" no Vaticano

IBM e Microsoft assinam "juramento ético da inteligência artificial" no Vaticano

A Microsoft e a IBM assinaram um documento que pode ser traduzido para “Chamada de Roma para a Ética”, uma espécie de juramento feito pelas empresa e o Vaticano para que tecnologias de inteligência artificial  sejam aprimoradas em prol da evolução humana.  Também foi solicitada a regulamentação de tecnologias invasivas, como o reconhecimento facial.

O Papa Francisco, que levantou preocupações sobre a disseminação descontrolada das tecnologias de IA, apoiou-se em um discurso lido em seu nome em uma conferência na qual compareceram o presidente da Microsoft, Brad Smith ( MSFT.O ) e o vice-presidente executivo da IBM ( IBM.N ) John Kelly.

Os três disseram que a Inteligência artificial  deve respeitar a privacidade, trabalhar de forma confiável e sem preconceitos, considerar os direitos humanos e operar de forma transparente.

Pedindo o desenvolvimento ético de algoritmos, conhecido como “algorética”, o Papa  Francisco alertou sobre os perigos da Inteligência artificial  ​​ser usada​​para extrair dados para fins comerciais ou políticos, geralmente sem o conhecimento dos indivíduos.

“Essa assimetria, pela qual alguns seletos sabem tudo sobre nós, enquanto nada sabemos sobre eles, entorpece o pensamento crítico e o exercício consciente da liberdade”, disse ele em sua mensagem.

A polícia usou sistemas de reconhecimento facial para investigar crimes, e as empresas da Fortune 500 usaram a IA para examinar candidatos a emprego – dois exemplos de tarefas de alto risco em que implantar software impreciso ou tendencioso pode causar danos.

“As desigualdades se expandem enormemente; o conhecimento e a riqueza se acumulam em poucas mãos com graves riscos para as sociedades democráticas ”, afirmou.

Não ficou claro imediatamente se outras empresas de tecnologia poderiam assinar o documento ou como os signatários implementariam os princípios.

Fonte: Agência Reuters

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *