Halitose, o famoso mau hálito

4e81ca04-6523-4553-9f15-10d62aac7784

O mau hálito ou halitose não é uma doença e sim, um sinal ou sintoma de que algo no organismo está em desequilíbrio, que deve ser identificado e tratado.O nome Halitose, termo médico para designar o mau hálito deriva do latim Halitus que significa ar expirado. A halitose geralmente está associada à existência de cáries e a má higiene bucal, porém pode ter outra origem como a respiratória, (sinusite e amidalite) digestiva, (erupção gástrica, dispepsia, neoplasias e úlcera duodenal) e a de origem metabólica e sistêmica (diabetes, enfermidades febris, alterações hormonais, secura da boca, estresse).

Dentre as causas a halitose geralmente está associada à existência de cáries e a má higiene bucal, porém pode ter outra origem como a respiratória, (sinusite e amidalite) digestiva, (erupção gástrica, dispepsia, neoplasias e úlcera duodenal) e a de origem metabólica e sistêmica (diabetes, enfermidades febris, alterações hormonais, secura da boca, estresse).Existem três tipos de halitose: A fisiológica relacionada a diminuição do fluxo salivar durante o sono, a subjetiva provocada por medicamentos (algumas drogas podem alterar a sensação de gosto e olfato), a imaginária, halitofobia ou halitose psicossomática: ocorre em pacientes que apresentam alteração no olfato e passam a acreditar que possuem halitose, porém outras pessoas não detectam o fato, e a temporária, de origem alimentar. Esta pode ser causada pela ingestão de alimentos. 

Vamos aprender mais sobre esse sintoma em nosso bate papo com a cirurgia dentista e presidente da Associação Bahiana de Estudos e Pesquisa dos Odores da Boca Dra Ana Cristina Kolbe.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.