Fake News é um problema de saúde pública

Fake News é um problema de saúde pública

As mensagens falsas divulgadas nas Redes Sociais se tornaram um problema de Saúde pública no Brasil e no mundo
Muita gente deixa de tomar vacinas por informações erradas e ficam vulneráveis a contraírem doenças.

No programa Saúde no ar desta sexta- feira, Patrícia Tosta entrevistou o médico hepatologista, Dr. Vinicius Nunes que trabalha  no Hospital Universitário Professor Edgar Santos (HUPES),
Ele verificou no seu atendimento clínico que muitos dos seus pacientes chegam no consultório com problemas de saúde, causado por informações falsas  divulgadas nas Redes sociais.

No âmbito da saúde, os efeitos das fake news também podem ser desastrosos. As informações falsas mais populares estão relacionadas aos falsos milagres de emagrecimento envolvendo dietas e procedimentos estéticos que continuam induzindo pessoas a se submeter a riscos que têm custado vidas em alguns casos.
As consequências das “fake News” podem ser graves e irreversíveis. Atualmente, elas são tratadas na saúde como um grave problema de saúde pública. Elas podem, inclusive, em alguma circunstância, levar as pessoas a comportamentos absolutamente autodestrutivos. Ainda podem provocar um excesso de exames e tratamentos, também podem confundir o médico e ainda têm um potencial de atingir a muitas pessoas.
Será realizado em Salvador no dia 07 de dezembro o Encontro de Comunicação e Saúde na Bahia e o tema Fake News será abordado.

Assista o vídeo do Programa:

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *