Desertificação atinge 13% do semiárido brasileiro e ameaça conservação da caatinga

Desertificação atinge 13% do semiárido brasileiro e ameaça conservação da caatinga

A desertificação ocorre exclusivamente nas regiões áridas, semiáridas e subúmidas secas do planeta, conforme a definição das Nações Unidas (ONU). É causada por vários fatores, especialmente os eventos climáticos e a ação humana. A desertificação é a morte do solo que se torna irrecuperável para a agricultura.

De acordo com estimativas do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens e Satélites (Lapis), ligado à Universidade Federal de Alagoas (Ufal), 12,85% do semiárido brasileiro enfrenta o processo de desertificação. Ou seja, considerando uma área total de 982.563,3 km² dessa região, 126.336 km² estão se transformando em deserto – conforme monitoramento realizado entre 2013 e 2017 e divulgado no início de julho.

“áreas suscetíveis a desertificação” (ASDs) do Nordeste brasileiro, nas quais o processo de formação de pequenos desertos pode se instalar se os fatores contribuintes forem mantidos. De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, elas constituem:

  • 1.340.863 km² (16% do território brasileiro) – equivalente às áreas somadas de França, Alemanha, Itália e Holanda;
  • 1.488 municípios (27% do total do país);
  • Partes dos 9 estados da região Nordeste e de 2 estados do Sudeste (Minas Gerais e Espírito Santo);
  • 31,7 milhões de habitantes (17% da população brasileira);
  • 85% das pessoas pobres do país.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *