Crianças e adolescentes terão espaço de acolhimento durante festival

Crianças e adolescentes terão espaço de acolhimento durante festival

Repetindo o projeto implantado no carnaval, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ), vai implantar um espaço de convivência para crianças e adolescentes de 0 a 17 anos para o Festival Virada Salvador 2019. Uma alternativa muito bem-vinda, por exemplo, para vendedores ambulantes e catadores de latinhas que possuem filhos e não têm onde deixá-los enquanto trabalham no evento.

A unidade de acolhimento estará disponível na Escola Municipal Luiza Mahin, situada na Avenida Simon Bolívar, Boca do Rio, próximo ao Centro de Convenções. O local prestará atendimento para até 100 crianças, entre os dias 27 de dezembro e 2 de janeiro de 2019. Quem quiser deixar a criança lá basta se dirigir à escola portando Certidão de Nascimento do menor, RG e comprovante de residência, além dos documentos do responsável legal.

A garotada terá direito a seis refeições diárias, brincadeiras e atividades lúdicas. A estrutura montada terá equipe composta por assistentes sociais, psicólogos, pedagogos e educadores sociais, além da equipe de coordenação da SPMJ. A iniciativa faz parte das ações de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (PETI), bem como o Combate à Violência e Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes em Salvador.

Festas populares

As estruturas de acolhimento se repetirão nas festas populares e na folia momesca de 2019. Na próxima Lavagem do Bonfim, em 17 de janeiro, uma unidade provisória da SPMJ será montada na antiga sede do Abrigo Dom Pedro II, em Boa Viagem, com capacidade para receber até 60 crianças e adolescentes. Na Festa de Iemanjá (2 de fevereiro) e Lavagem de Itapuã  (21 de fevereiro), outros espaços do tipo serão implantados na Escola Municipal Hercilia Moreira, no Rio Vermelho, e na Creche e Pré-Escola Primeiro Passo de Itapuã, respectivamente.

No período pré-carnavalesco, como Fuzuê e Furdunço, o público infanto-juvenil poderá ficar na Escola Municipal Casa da Amizade, em Ondina. De 27 de fevereiro a 6 de março, durante a maior festa de rua do planeta, o Carnaval soteropolitano, haverá acolhimento de 400 crianças e adolescentes em quatro unidades: na Escola Municipal Casa da Amizade (Ondina), na Escola Municipal Hercília Moreira (Rio Vermelho), no Colégio Estadual Mário Augusto Teixeira de Freitas (Nazaré) e Colégio Estadual Senhor do Bonfim (Barris).

 

 

 

 

 

Foto: Secom Salvador/Bruno Concha

Fonte: Secom Salvador

Redação Saúde no ar (DS)

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *