Covid 19 - Bahia tem 6.955 casos confirmados

Covid 19 -  Bahia tem 6.955 casos confirmados

A Bahia registra 6.955 casos confirmados de Covid-19, o que representa 32,36% do total de casos notificados no estado. Considerando o número de 1.963 pacientes recuperados e 262 óbitos, 4.730 pessoas permanecem monitoradas pela vigilância epidemiológica e com sintomas da Covid-19, o que são chamados de casos ativos.

Os casos confirmados ocorreram em 194 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (68,85%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Ipiaú (2.310,73), Utinga (2.144,35), Ilhéus (2.045,25) , Itabuna (1.974,46) e Salvador (1.607,74). Na Bahia, 643 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19.

O boletim epidemiológico registra 10.864 casos descartados e 21.494 notificações em toda a Bahia. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Taxa de ocupação

Na Bahia, dos 1.192 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para Covid-19, 478 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 40,1%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 496 leitos exclusivos para o coronavírus, 254 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 51,2%. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

Exames

O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) realizou 31.125 exames do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para identificar o genoma viral do coronavírus, no período de 1° de março a 14 de maio de 2020. Atualmente, 2.733 amostras estão em análise laboratorial e os exames são liberados em até 48 horas.

Óbitos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 262 mortes pelo novo coronavírus em 40 municípios. Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 18 horas desta quinta-feira (14).

237º óbito: homem, 57 anos, residente em Salvador, comorbidade doença cardiovascular, veio a óbito dia 12/05, em hospital privado no município.

238º óbito: homem, 58 anos, residente em Salvador, comorbidade cardiopatia e hipertensão arterial, veio a óbito dia 03/05, em hospital público no município.

239º óbito: mulher, 18 anos, residente em Muritiba, comorbidades diabetes, doença renal crônica e doença cardiovascular, veio a óbito dia 09/05, em hospital privado em Salvador.

240º óbito: homem, 76 anos, residente em Feira de Santana, comorbidades diabetes, doença cardiovascular crônica, doença neurológica crônica, veio a óbito dia 11/05, em hospital da rede pública em Salvador.

241º óbito: homem, 42 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes e hepatite B crônica, veio a óbito dia 12/05 em hospital privado no município.

242º óbito: mulher, 63 anos, residente em Itarantim, comorbidade hipertensão arterial, veio a óbito dia 11/05 em hospital da rede publica em Vitória da Conquista.

243º óbito: homem, 74 anos, residente em Itaberaba, comorbidades diabetes e hipertensão arterial, veio a óbito dia 08/05, em unidade da rede pública no município.

244º óbito: mulher, 66 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 04/05, em hospital da rede pública no município.

245º óbito: homem, 23 anos, residente em Salvador, comorbidades diabetes, cardiopatia, insuficiência renal crônica, doença falciforme, epilepsia, histórico de infartos cerebrais e esquizofrenia, veio a óbito dia 12/05, em hospital da rede pública no município.

246º óbito: mulher, 89 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 09/05, em hospital da rede pública no município.

247º óbito: homem, 76 anos, residente em Ipiaú, comorbidades imunodeficiência/imunossupressão (neoplasia), veio a óbito dia 11/05, em hospital da rede pública em Ilhéus.

248º óbito: mulher, 68 anos, residente em Salvador, comorbidade acidente vascular cerebral isquêmico, veio a óbito dia 05/05 em hospital da rede privada no município.

249º óbito: mulher, 59 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 12/05, em hospital da rede privada em Camaçari.

250º óbito: homem, 85 anos, residente em Salvador, comorbidade doença cardíaca crônica, veio a óbito dia 10/05, em hospital da rede privada no município.

251º óbito: mulher, 79 anos, residente em Mundo Novo, comorbidades hipertensão arterial e doenças hepáticas, veio a óbito dia 13/05, em hospital filantrópico em Salvador.

252º óbito: homem, 62 anos, residente em Salvador, sem informações de comorbidade, veio a óbito dia 05/05 em unidade da rede pública no município.

253º óbito: mulher, 79 anos, residente em Salvador, comorbidade imunossupressão, veio a óbito dia 10/05 em hospital da rede pública no município.

254º óbito: homem, 79 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, veio a óbito dia 11/05, em hospital da rede privada no município.

255º óbito: homem, 44 anos, residente em Salvador, sem comorbidades, veio a óbito dia 11/05, em hospital da rede pública no município.

256º óbito: homem, 95 anos, residente em Salvador, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito dia 08/05, em hospital da rede particular no município.

257º óbito: homem, 29 anos, sem informação sobre comorbidades, residente em Salvador, veio a óbito dia 08/05, em unidade pública no município.

258º óbito: homem, 86 anos, residente em Salvador, sem informação de comorbidades, veio a óbito dia 13/05, em hospital da rede particular no município.

259º óbito: homem, 62 anos, residente em Salvador, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito dia 12/05, em hospital da rede particular no município.

260º óbito: mulher, 36 anos, residente em Salvador, sem informação sobre comorbidades, faleceu dia 08/05, em hospital público no município.

261º óbitos: mulher, 58 anos, residente em Salvador, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito dia 09/05, em hospital público no município.

262º óbito: mulher, 38 anos, residente em Salvador, sem informação sobre comorbidades, veio a óbito dia 10/05, em hospital público no município.

Faixa etária

Quanto ao sexo dos casos confirmados, 51,27% foram do sexo feminino. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 26,25% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 de habitantes foi maior na faixa etária de 80 e mais (87’,56/1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa etária, seguida da faixa de 30 a 39 anos (795,95/1.000.000 habitantes).
Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Para acessar o boletim completo, com a lista de municípios com casos confirmados, clique aqui.

De acordo com a nota técnica n° 54 (disponível em saude.ba.gov.br/coronavirus), as unidades de saúde devem realizar a coleta de amostras somente quando o caso suspeito de Covid-19 se enquadrar nos critérios abaixo:

Biologia molecular (RT-PCR em tempo real, detecção do vírus SARS-CoV2)
1. Pacientes internados com suspeita de Covid-19;
2. Pacientes com síndrome respiratória aguda grave (SRAG);
3. Profissionais de saúde com síndrome gripal suspeitos de Covid-19, ou que tiveram contato com casos confirmados de Covid-19 mesmo assintomáticos;
4. Pacientes que foram a óbito com suspeita de Covid-19 cuja coleta não pôde ter sido realizada em vida;
5. Indivíduos institucionalizados durante investigação de surtos de Covid-19.

Teste Rápido Sorológico (para detecção de anticorpos)
a) Pacientes com quadro clínico-epidemiológico compatível com Covid-19;
b) Profissionais de segurança pública e de saúde em atividade, independente de sintomas;
c) Contato domiciliar de profissional de saúde ou de segurança pública em atividade, independente dos sintomas;
d) Pessoas com 60 anos ou mais, sintomáticos ou não, residentes em instituições de longa permanência de idosos, ou portadores de comorbidades de risco para complicação de Covid-19.

Obs.: No caso de uso de testes sorológicos para investigação de pacientes sintomáticos, com quadro clínico-epidemiológico compatível com Covid-19, o teste rápido sorológico deverá ser realizado pelo menos sete dias após o início dos sintomas.

Reitera-se que estas são as recomendações informadas por evidências disponíveis até a presente data e estão sujeitas a revisão mediante novas publicações e estudos científicos, durante a vigência da pandemia.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *