Campanha Educativa para prevenção da sífilis

Campanha Educativa para prevenção da sífilis

Nesta terça- feira (10/03) a A Secretaria Municipal da Saúde de Salvador (SMS), através do Setor de Acompanhamento de Infecção Sexualmente Transmissível (IST), lançou uma Campanha Educativa para Prevenção da Sífilis. A iniciativa, que conta com apoio do Unicef, pretende alcançar a população de Salvador com materiais educativos através de um trabalho de mídia, que envolve a exibição de vídeos e colocação de totens em locais de grande movimentação da cidade, com orientações sobre a doença.

Números – Desde 1992, o Brasil é signatário de compromissos internacionais para eliminação da sífilis congênita e o país possui, 158 mil

Salvador ocupar o 6º lugar no ranking de 100 cidades com mais casos de sífilis.A infecção acomete todo o país: “Precisamos criar estratégias para diagnóstico e tratamento. Temos mais de 140 unidades básicas de saúde na capital baiana. Dessas, 94% realiza testes rápido para sífilis. Qualquer um pode fazer. A grande questão é as pessoas chegarem ao serviço e se sentirem estimuladas a fazer o teste e o tratamento, que é simples. Com uma medicação, chamada penicilina benzatina, aplicada em injeção, o paciente faz o tratamento em três semanas”.

Além disso, a ação abrange a distribuição de materiais para profissionais que atuam nas unidades de saúde do município, a fim de aprimorar o acompanhamento de pacientes diagnosticados com sífilis. O lançamento da campanha ocorreu no auditório do Centro de Cultura da Câmara de Vereadores, reunindo representantes da rede de saúde e sociedade civil.

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *