Farmácia como centro de saúde

Farmácia como centro de saúde

IMG_1965

"As farmácias devem funcionar como centros de saúde", afirmou o Presidente do Conselho Regional de Farmácia (CRF), Mário Martinelli Júnior, em entrevista realizada na Rádio Excelsior no dia 20 de janeiro, data em que é comemorado o Dia do Farmacêutico.

Com o mote “Dúvidas sobre medicamentos não têm hora, mas têm solução”, este ano a campanha tem como foco abordar sobre os cuidados que devem ser tomados na utilização de medicamentos. "A campanha é para auxiliar no risco da automedicação, justamente por conta da ausência deste profissional nas farmácias", explica. 

Para ele, "a população tem o direito de ter assistência farmacêutica nos estabelecimentos para prestar esclarecimentos, principalmente em como devem utilizar a medicação dos prescritos. O primeiro acolhimento para que o paciente não faça a auto-medicação deve ser feito por um profissinal habilitado, e este é o farmacêutico", enfatiza.

Alguns cuidados precisam ser tomados para que as pessoas utilizem a medicação com eficácia, evitando-se problemas em sua ingestão e também riscos dentro de casa. "Observar a posologia e o prazo de validade são importantes ao usar os remédios, além de armazenar de forma adequada, não deixando encima da geladeira e mantendo fora do alcance de crianças", aconselha.

Os farmacêuticos são profissionais da saúde de tradição milenar, sucessores dos boticários e apotecários, peritos no uso de fármacos e medicamentos e suas consequências ao organismo humano ou animal. De uma maneira geral, podem trabalhar numa farmácia, hospital, na indústria, em laboratórios de análises clínicas, cosméticos, agricultura, prevenção de pragas, distribuição, transporte e desenvolvimento de medicamentos, entre outras funções e lugares.

Peritos no desenvolvimento, produção, manipulação, seleção e dispensação de medicamentos, este profissional, presta o trabalho de assistência farmacêutica, e pode assumir responsabilidade técnica de laboratórios de análises clínicas, distribuidoras, farmácias, etc. Podem também atuar na pesquisa e controle de qualidade de hemocomponentes e hemoderivados. No Brasil, podem exercer cerca de 71 atividades diferentes.

Compete ao Conselho Regional de Farmácia do Estado da Bahia inscrever os profissionais farmacêuticos e registrar as pessoas jurídicas de direito público e privado, que explorem serviços para os quais são necessárias atividades profissionais farmacêuticas. No seu âmbito de competência cabe ao CRF/BA apreciar as denúncias e representações sobre as infrações da lei, notadamente as relacionadas ao Código de Ética da Profissão Farmacêutica.

Redação Saúde no Ar*

Ana Paula Nobre     

Saiba mais sobre os cuidados na utilização de medicamentos e as ações realizadas pelo Conselho Regional de Farmácia (CRF) em entrevista com o Presidente do CRF, Mário Martinelli Júnior. 

 

Confira o link da campanha do Dia do Farmacêutico 2016 – 20 de Janeiro

http://www.cff.org.br/galeria_videos.php?id_video=18&titulo=

 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.