Adolescente se queixa de dores abdominais mas estava grávida sem saber

Uma adolescente de 16 anos foi para Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Brotas, em Salvador, se queixando de dores abdominais, mas,os médicos descobriram que ela estava grávida e com o bebê pronto para nascer.

A paciente negou uma possível gravidez quando questionada pela médica em consulta. “[Ela] relatou dor abdominal intensa, do lado esquerdo, e constipação, sendo avaliada pela médica clínica. Foi solicitado de prontidão raio-x, exames laboratoriais e indicado uso de analgesia”, detalhou.

Diante da negativa, a paciente foi encaminhada para sala de medicação, quando foi identificada a evolução no quadro. Pouco depois a bolsa amniótica rompeu e a equipe médica foi acionada.

“O parto foi realizado na sala de medicação, sem intercorrências. Para mim foi muito gratificante, foi uma emoção muito grande estar com toda a equipe da UPA de Brotas. Fiquei muito emocionada hoje”, conta a enfermeira, Luciene Passos, em entrevista ao jornal Correio.

O bebê, do sexo masculino, nasceu com 3,175 kg e 51 centímetros. Após cuidados iniciais à criança e à mãe, uma equipe do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi acionada e a paciente, regulada para Instituto de Perinatologia da Bahia (Iperba).

equipe foi composta pelos médicos Roberta Veiga, Juliana Andrade e Gabriel Costa, a enfermeira Luciene Passos, as técnicas de enfermagem Damiana Pinto, Ivana Batista, Judice Vale e Ivany Borges, além das pediatras Caroline Schons, Fernanda Ataíde e Luana Couto.

Fonte: Correios

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe