135 mil brasileiros vivem com HIV e não sabem

135 mil brasileiros vivem com HIV e não sabem

Em comemoração ao Dia Mundial de Combate a Aids, que é comemorado no dia 01 de dezembro, nesta sexta-feira (29/11), o Ministério da Saúde lançou uma Campanha de Prevenção ao HIV/Aids.  A Campanha publicitária lançada pelo Ministério da Saúde neste ano celebra as conquistas nos 31 anos do Dia Mundial de Luta contra a aids. Com o conceito “HIV/aids. Se a dúvida acaba, a vida continua”.

O objetivo da Campanha é incentivar pessoas que não se preveniram em algum momento da vida a procurar uma unidade de saúde e realizar o teste rápido. Nos últimos cinco anos, o número de mortes pela doença caiu 22,8%, de 12,5 mil em 2014 para 10,9 mil em 2018. Segundo o MS, 135 mil pessoas vivem com HIV no Brasil e não sabem.

Atualmente no Brasil a  infecção por HIV cresce mais entre os jovens. A maioria dos casos de infecção no país é registrada na faixa etária de 20 a 34 anos, com 18,2 mil notificações (57,5%). Em 2018, 43,9 mil casos novos de HIV foram registrados no país.Em 2014, a notificação para infecção pelo HIV passou a ser obrigatória e as Campanhas e novos medicamentos, reduziram a incidência da doença.

“Uma das forças que move o ser humano é o medo. E ver ídolos morrerem trouxe impacto para a minha geração e temor em contrair a doença. Quando os primeiros casos foram identificados no Brasil e no mundo, não tínhamos o tratamento que temos hoje. Mas os jovens entre 20 e 34 anos não conhecem a cara do inimigo, não entendem que a doença mata. A gente antevê várias lutas contra o preconceito, contra a doença e precisamos trabalhar para que jovens parem de se infectar com o HIV. Precisamos trabalhar mecanismos de mobilização para conscientizar esse público e informar das consequências da doença, da necessidade de fazer o teste e buscar tratamento. É uma luta da ciência pela vida”, enfatizou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

Confira a íntegra do Boletim Epidemiológico 2019 – HIV/Aids

“Conseguimos progredir ao longo dos anos no combate ao HIV e à aids, mas ainda temos muito a fazer com compromisso de avançar no programa de prevenção e, no próximo ano, faremos ações específicas porque precisamos integrar as pessoas nessa luta”, destacou o secretário de Vigilância em Saúde no Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira.

A campanha tem filme para TV, peças de mídia exterior como outdoor social, DOOH, peças para internet e redes sociais, cartazes e spot para rádio. Assista um dos vídeos:

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *