Praticar algum tipo de atividade física ajuda a dormir bem

Pessoas enfrentam dificuldades para adormecer, ou têm um sono de má qualidade, o que pode causar prejuízos para a saúde em geral. Uma boa noite de sono é essencial para o bem-estar físico e mental. Mas existe uma estratégia simples e eficaz para melhorar a qualidade do sono: a prática regular de atividades físicas. Uma pesquisa recente, publicada no European Journal of Preventive Cardiology, revelou que praticar atividade física pode ajudar a compensar, pelo menos em parte, os prejuízos de dormir mal. Sabe-se que dormir pouco ou em excesso está associado a um maior risco de diversas doenças, como problemas cardiovasculares.

O estudo avaliou mais de 90 mil pacientes com idades entre 40 e 73 anos. Eles foram classificados de acordo com o nível de atividade física (se seguiam ou não a recomendação de 150 minutos semanais de atividade moderada ou 75 minutos de vigorosa) e se dormiam pouco (menos do que 6 horas), normal (entre 6h e 8h) ou muito (mais de 8h). Aqueles que se exercitavam dentro do recomendado e dormiam bem, tiveram os melhores resultados em termos de menor risco de morte por qualquer causa. Os piores índices foram observados entre os que tinham sono de má qualidade e eram sedentários, com um risco cardiovascular 52% maior. “Esses resultados só reforçam a importância da prática regular de atividades físicas para a saúde do sono e, consequentemente, para a saúde geral. Ao incorporar exercícios físicos na rotina diária, as pessoas podem experimentar uma série de melhorias, inclusive, na qualidade do sono”, explica Luiz Evandro, Diretor Técnico da Rede Alpha Fitness.

Exercitar-se regularmente pode ajudar a reduzir o tempo necessário para adormecer. A atividade física ajuda a regular os ritmos circadianos e promove o relaxamento, facilitando assim o processo de adormecer naturalmente. O sono profundo também é crucial para a recuperação física e mental. As atividades físicas têm sido associadas a um aumento na duração e na qualidade do sono profundo, permitindo uma verdadeira revitalização durante a noite. E finalmente, pessoas que se exercitam regularmente tendem a experimentar menos interrupções durante a noite. Isso significa um sono mais contínuo e restaurador, sem despertares frequentes, que podem prejudicar a qualidade do descanso.

Durante o exercício, o corpo libera substâncias conhecidas como endorfinas, que melhoram o humor, reduzindo os sintomas de ansiedade e depressão. Esses efeitos positivos podem ajudar as pessoas a adormecer mais facilmente e a ter um sono mais reparador. Qualquer forma de atividade física pode contribuir para uma melhor qualidade do sono,  desde caminhadas leves até treinos intensos. O importante é encontrar algo que seja agradável e sustentável, para que se torne parte da rotina. “Além dos benefícios óbvios para a saúde física, como a melhoria da condição cardiovascular e o controle do peso, o exercício também desempenha um papel fundamental na regulação do sono”, finaliza o profissional, da Rede Alpha Fitness.

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe