ONU alerta sobre o desperdício de alimentos

Relatório do Índice de Desperdício de Alimentos da ONU: Domicílios de todos os continentes desperdiçaram mais de 1 bilhão de refeições por dia em 2022, enquanto 783 milhões de pessoas foram afetadas pela fome e um terço da humanidade enfrentou insegurança alimentar.

A recente pesquisa da Organização das Nações Unidas (ONU) revela dados surpreendentes sobre o desperdício alimentar global e sua relação direta com a insegurança alimentar e o aquecimento.

O relatório do Índice de Desperdício Alimentar de 2024, publicado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), indica que foi desperdiçado aproximadamente 1,05 bilhão de toneladas métricas de alimentos em 2022. Isso não apenas sublinha uma questão crítica de distribuição alimentar inadequada, mas também evidencia o volume assustador de recursos desperdiçados em um processo que agrava os desafios climáticos atuais.

“São vários fatores que afetam e fazem a gente chegar nesse número gritante de desperdício por todo o mundo. É a distribuição desses alimentos, é o transporte até o consumidor final e o próprio hábito de consumo”, explica Fernanda Romero, gerente do programa da ONU para o Meio Ambiente.

Segundo o relatório, o custo da perda e do desperdício de alimentos é de aproximadamente US$ 1 trilhão por ano. O equivalente a quase metade do PIB brasileiro. Do total de alimentos desperdiçados no mundo, 60% aconteceram dentro de casa, 28% nos restaurantes, bares e lanchonetes e 12% em supermercados, hortifrutis e feiras livres.

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe