Florestas urbanas podem reduzir os efeitos das ondas de calor

Uma pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Paraná (Embrapa-PR),analisou durante três anoa as temperaturas de um bosque, cercado pelo concreto, em Curitiba.

Em média, a temperatura é 4ºC mais baixa dentro da floresta, em comparação às ruas do bairro. O estudo analisou as temperaturas durante todas as estações do ano.

Enquanto em um local afastado do bosque a média é de 20,9 ºC, entre as árvores a média anual é de 17,1ºC.

“Por que a temperatura é menor dentro da floresta? Primeiro, o Sol, ao incidir nas copas das árvores, impede que essa radiação encoste no solo e eleva a temperatura. No solo da floresta, na superfície da floresta tem um folhedo, com uma espessura considerável, que se o Sol bater nela, também vai impedir que aqueça”, explica Marcos Rachwal, pesquisador da Embrapa.

A pesquisa também revelou que uma floresta urbana tem a capacidade parecida com as florestas consolidadas, que estão longe das cidades; e que além de melhorar o clima, conseguem também capturar os gases de efeito estufa.

O jornalismo independente e imparcial com informações contextualizadas tem um lugar importante na construção de uma sociedade , saudável, próspera e sustentável. Ajude-nos na missão de difundir informações baseadas em evidências.Apoie e compartilhe