Estética dental pode prejudicar a saúde

Estética dental pode prejudicar a saúde

foto26022-gTer um sorriso bonito quem não quer, mas até onde vai o exagero na estética dental. O Brasil ocupa a segunda posição entre os países que mais realizam mudanças odontológicas no mundo, entretanto, essa moda pode prejudicar a saúde bucal dos brasileiros. A procura por mudanças estéticas odontológicas está em alta, iniciou com as celebridades, que foram atrás de técnicas avançadas de restauração, como a aplicação de lentes de contato para dentes, facetas e clareamento.

A demanda crescente preocupa especialistas em dentística (área da odontologia que estuda a restauração bucal). Os dados registrados pela Sociedade Brasileira de Odontologia Estética (SBOE) revelam um crescimento de 300% na busca por esses procedimentos entre os anos de 2014 e 2015, na região Sudeste. “Não há dúvidas de que existe uma indicação exagerada das lentes. E não é um tratamento indicado para todos”, afirma Marcelo Fonseca, fundador da SBOE. 

Confira também:

Desnutrição causa problemas

Mastigar gelo pode causar danos

As técnicas podem trazer uma grande contribuição para os pacientes, que passam a se sentir melhor com sua imagem, mas, também podem causar sérios prejuízos à dentição feita do modo errado. Somente em São Paulo são aplicadas 28.500 lentes de contato mensalmente. No Rio de Janeiro, este número chega a quase 10 mil procedimentos por mês. Por isso, o Brasil ocupa hoje a segunda posição entre os países que realizam mais mudanças estéticas odontológicas no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Os três procedimentos mais procurados pelas pessoas que buscam tratamentos de restauração são aplicação de facetas e lentes de contato e clareamento.

· As facetas são próteses de porcelana fina – de 0,2 a 0,5 milímetros – aplicados sobre o esmalte com uma cola especial, dente por dente.

· E as lentes de contato são ainda mais finas, e não precisam de desgaste dental antes de serem coladas.

· Clareamento é um tratamento utilizado para tornar os dentes mais brancos.

Redação Saúde no Ar*

Taiane Silva 

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *