Covid-19: Mesmo com grande volume de vacinação, números pioram no Chile

Covid-19: Mesmo com grande volume de vacinação, números pioram no Chile

O país que já registra 996 mil casos de covid-19; tendo nas ultimas 24 horas 6.046 novos casos da doença; o Chile enfrenta um aumento de  17% nos números de casos. De acordo com o Ministro da Saúde Chileno, Enrique Paris nas duas últimas semanas, o aumento foi de 36%.

Contudo, mesmo com uma das campanhas de vacinação mais avançada da região, o país enfrenta um cenário preocupante de infecções.

Dessa forma, o ministerio da Saúde do país, resolveu ddecretar o confinamento cerca de 19 milhões; o que corresponde a quase 70% da população chilena. “A quarentena é dolorosa, difícil, mas dado o avanço da circulação do vírus, temos que tomar essas medidas tendo em mente a saúde das pessoas”, argumentou o ministro.

A medida que começou a valer a partir de sábado (27/03), eliminou as autorizações de viagens individuais nos finais de semana e feriados; bem como anunciou a subsecretária de Saúde Pública, Paula Daza. “Precisamos controlar a pandemia e, para isso, diminuir a mobilidade”.

Novos imunizantes na luta contra covid

Na ultima terça (30), o Chile anunciou que receberá 1,8 milhão de doses da vacina contra a covid-19 do laboratório chinês CanSino; bem como 35 milhões que o governo já acertou com outras empresas para avançar seu amplo processo de imunização.

“Esta é uma vacina sino-canadense baseada na tecnologia de adenovírus humano e tem uma particularidade: requer uma dose única”, afirmou o presidente Sebastián Piñera, especificando que o 1,8 milhão de doses chegará entre maio e junho.

Dessa forma, as vacinas da CanSino juntará as 35 milhões que o governo chileno já havia acordado com outras farmacêuticas: principalmente a americana Pfizer e a chinesa Sinovac, além da AstraZeneca; bem como Johnson & Johnson e as da aliança Covax, promovida pela Organização Mundial da Saúde.

Vacinação no Chile

Além disso, com o grande número de imunizados, o país chegou a 30% dos chilenos já estão vacinados. Os dados contrastam com o ritmo lento que a imunização avança no Brasil; onde 7% da população recebeu ao menos uma dose, segundo dados do consórcio de veículos de imprensa.
No Chile, o presidente Sebastián Piñera promete imunizar 80% da população de 19 milhões de pessoas até julho. Nesta semana, começaram a ser vacinados por lá pessoas com 59 anos ou mais, profissionais de saúde e determinados grupos de trabalhadores.De acordo com os dados do Our World in Data apontam o Chile como o terceiro País que mais aplicou vacinas em todo o mundo – 44 doses para cada 100 habitantes. O país só fica atrás dos Emirados Árabes (74 doses a cada 100 habitantes) e Israel (112 doses). 

 

Campanha Vidas Importam 

Veja também: Líderes de 23 países apoiam ideia de tratado pandêmico para emergência

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *